Pages Menu
Categories Menu

Posted in Viagens

Sevilha – A capital da Andaluzia

Sevilha – A capital da Andaluzia

Sevilha é hoje a quarta maior cidade espanhola, abrigando mais de um milhão de habitantes, tendo também o mérito de ser a quarta maior região metropolitana da Espanha. Está situada no sudoeste da Península Ibérica, sendo a capital da Província de Sevilha, situando-se na Comunidade Autônoma da Andaluzia. Se você tem vontade de conhecer uma cidade inspiradora, rica em história e cultura, veja abaixo algumas informações sobre Sevilha que podem ajudar em sua decisão de visitar a cidade.

Aspectos históricos e culturais – A cidade de Sevilha sempre foi um centro cultural de grande importância para os espanhóis, podendo-se encontrar em sua região as marcas dos primeiros povos a ocupar o local, os tartéssicos, que fundaram ali uma povoação no século XIII AC. Depois desse povo, a região foi ocupada pelos gregos, pelos fenícios, cartagineses, romanos e até pelos mouros.

Hoje, Sevilha é um patrimônio histórico e cultural que atrai milhares de visitantes todos os anos, com bairros e museus magníficos, impregnados de história, tornando-se uma cidade encantadora, que não deixa de apaixonar os turistas. Na realidade nem é preciso ir ao museu em Sevilha para conhecer um pouco da história da Espanha, pois a própria cidade, com seus casarões históricos e ruas antigas já conta uma história milenar.

Uma característica interessante de Sevilha é o seu povo, que não consegue ficar trancado dentro de casa, tornando-a uma cidade viva, cheia de cor e alegria, com pessoas convivendo na rua, conversando e, naturalmente, recebendo os que querem conhecer a cidade e sua cultura. Isso rompe com alguns rótulos e estereótipos de que os espanhóis não são receptivos com os turistas, pois o povo de Sevilha faz exatamente o contrário do que falam do povo das capitais, eles são realmente muito receptivos e simpáticos.

Imagem do Parasol Metropolitano - Sevilha

Parasol Metropolitano – Sevilha

Como chegar a Sevilha – Sevilha tem ligação com as principais rodovias espanholas, unindo-a ao restante da Espanha, mantendo uma distância das localidades vizinhas que, para nós brasileiros, é uma pequena viagem. Huelva, Cádiz e Córdoba estão a menos de 160 km de Sevilha, enquanto Málaga e Granada estão a 250 km e Madrid, a capital, a uma distância de 560 km.

Sevilha também possui um aeroporto internacional, ligando-a às principais cidades do mundo. Há voos para Sevilha a partir de cidades como Lisboa e Madrid o que facilita a vida dos viajantes brasileiros que podem chegar com apenas uma escala a partir do Brasil.

Se você estiver em Madrid, por exemplo, e quiser visitar Sevilha, outra opção é o trem de alta velocidade, que integra uma extensa rede de trens urbanos e suburbanos, fazendo a ligação com a maior parte das cidades espanholas. 

Onde se hospedar em Sevilha – Hospedagem não é problema em Sevilha. A cidade possui mais de 360 opções de hospedagem, entre hotéis e pousadas para atender os visitantes. De todas as categorias e dos mais variados preços, o atendimento condiz com a hospitalidade do povo espanhol. Se você estiver com pouco dinheiro há também algumas opções de hostels, que são muito mais baratos que os hotéis convencionais e que cumprem bem a função de garantir cama limpa, banho quente e excelente localização.

Se seu objetivo for conhecer o centro histórico de Sevilha, a sugestão do Matéria Escura é hospedar-se próximo às principais atrações históricas, como o Real Alcazar de Sevilha, a Plaze de Espanha, a Porta de Jerez, a Praça de Toros e o Parque de Maria Luisa, todos estes locais são atrações que pode-se considerar obrigatórias. Nesta região também estão alguns espetáculos de Flamenco e as ruas estreitas do Bairro Judeu, um lugar muito interessante para caminhar e encontrar bares de tapas que oferecem muita qualidade.

Clique aqui para ver o mapa que apresenta a região próximas das principais atrações que ficam do lado direito do Rio Guadalquivir.

Principais atrações em Sevilha

Realez Alcázares – Trata-se de um conjunto de edifícios construídos em diferentes épocas e que compõem o complexo palaciano. O conjunto formado pelo Realez Alcázares, Catedral de Sevilha e o Arquivo das Índias, foi declarado patrimônio cultural da Humanidade em 1987.

O complexo palaciano começou a tomar a forma atual no ano de 713 (é isso mesmo – setecentos e treze), quando a região foi invadida pelos Mouros. Quando visita-se o local, é fácil perceber as diferenças entre as construções erigidas pelo Mouros e os demais construtores.

Imagem da Entrada do Realez Alcázares - Servilha

Entrada do Realez Alcázares – Servilha

Praça de Espanha – Construída para a “Exposição Iberoamericana” de 1929, fica anexa ao Parque Maria Luisa e continua sendo um local muito procurado pelos turistas por sua grandiosidade, suas pontes decoradas e os azulejos que representam as diversas regiões da Espanha.

Imagem de Ponte na Plaza de España

Ponte na Plaza de España

Flamenco – Sevilha tem alguns dos melhores espetáculos de flamenco da Andaluzia, que são apresentados em teatros e restaurantes. A dança conhecida como flamenco é das mais sensuais, mostrando movimentos elegantes e batidas enérgicas dos pés sobre o tablado, além da presença das incríveis castanholas que acompanham o ritmo da dança. Uma boa opção é reservar um jantar onde o espetáculo é apresentado. Há várias casas que oferecem esta opção.

Imagem de uma Dançarina de Flamenco

Dançarina de Flamenco

Para quem gosta de touradas, Sevilha também apresenta esse espetáculo, nos finais de semana à tarde. Mas, quem não gosta de ver o sacrifício dos animais, a escolha pode recair sobre uma tasca, repleta de pessoas conversando, comendo as iguarias da região, como as azeitonas, o jamón serrano e o chorizo, sempre acompanhados pelo vinho de Jerez.

Imagem da Praça de Touros de Sevilha

Praça de Touros de Sevilha

A boa comida de Sevilha, sem dúvida, é uma atração à parte, com a excelente dieta mediterrânea, composta por frutos do mar, pães crocantes, presuntos crus ou mesmo a excelente fritada de ovos. Durante o dia não faltam boas opções, a preços bastante convenientes.

Laranjeiras são encontradas em várias praças e avenidas da cidade, inclusive no pátio interno da Catedral de Sevilha, conhecido como “Patio de los Naranjos”. Neste pátio as laranjeiras foram plantadas originalmente pelos Mouros para prover sombra durante seus horários de orações. A tradição seguiu e perdura até os dias atuais.

Se você gosta de futebol, Sevilha possui dois clubes importantes do futebol Espanhol, o Sevilla Fútbol Club, em português, Sevilha Futebol Clube e o Real Betis. O Sevilha já foi campeão do Campeonato Espanhol (1945/1946), o Betis foi o primeiro clube do Sul da Espanha a subir para a primeira divisão e também conquistou a liga na temporada 1934/1935 .

Algumas informações importantes

  • A moeda corrente na Espanha é o Euro.
  • A cidade oferece um bom esquema de segurança, tanto nas ruas quanto nos meios de transporte, embora o turista deva evitar alguns bairros não muito recomendáveis, como Los Pajaritos, Poligono Norte, Torreblanca e Palmete, que não possuem atrações para o turismo.
  • O Brasil mantém um consulado em Sevilha, que fica próximo à estação de trens de Santa Justa.
    Os problemas que não podem ser solucionados pelo consulado são encaminhados à Embaixada, em Madri.
    Clique aqui para ver o mapa com a localização do Consulado Brasileiro em Sevilha.  

Agora que você já conhece o básico sobre Sevilha está na hora de comprar sua passagem e ir pessoalmente desfrutar de suas maravilhas históricas, culturais e sua culinária.

Para Saber Mais:

Sugestão do Matéria Escura para um Jantar com Show de Flamenco – Clique aqui

Mais no Matéria Escura

Lisboa Porto e Madeira – Sem o Medo do Idioma

Budapeste – Visitar, Conhecer e Aproveitar

Nova York – Dicas de um Turista Acidental

ME-Icone-Final-50pc

Pin It on Pinterest

Shares
Share This